About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

sábado, 23 de outubro de 2010

Encantamento


Nessa busca incessante por mim mesma
Não estive sozinha
Ou pensei não estar
Me descobri
Me encontrei
Me perdi.
Pensei amar e não sofrer
Pensei viver e não amar
Tentei sonhar sem me perder
Tentei me achar sem me entregar
Tive sentimentos doces e pensamentos de amor
Voltei propósitos de paz e quis ser uma princesa a ser conquistada
Cabelos soltos, unhas cor-de-rosa, um vestido lindo e simples
Lágrimas e sorrisos se misturando às lembranças
Um misto de amor e dor
Com momentos de criança.
Uma suave saudade ocupa o peito juvenil
Aonde amores presentes e pretéritos dividem o espaço cheio de plasma
Uma rosa branca nos cabelos compridos o faz tirar a espada da baía
Em defesa de sua quase amada encantada
E o perfume que emana de seu corpo delicado
O fazem procurar seus grandes olhos cor de mel
De pés descalços, nas mãos um lírio branco e um vento que brinca com seus fios claros
Ela devolve o olhar
E ele sente enlouquecer.
Sim, ela sou eu e ele é você,
Meu príncipe encantado.

0 comentários :

Postar um comentário