About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

domingo, 24 de outubro de 2010

Marcas


Ainda escorre
Vagueia por minhas mãos
A obra do ato insano
A pingar no chão.

Chora.
Chora saudade que cresce
Do menino que adormece
E deixou a recordar...

Voa
Leva contigo a fantasia
Da beleza que irradia
A paz lúgubre desse último olhar...
Adolescente...
Complacente...
Inocente e infantil
Um pedido de perdão
De maneira mais sutil
E o ato que se repele,
Sem pensar
No dia que nasce
Mas não irá raiar.

0 comentários :

Postar um comentário