About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Nenhuma palavra



... diz quem eu sou. Nenhuma frase expressa o que estou sentindo. De tudo que sinto falta, embora minha vida seja tão abundante. Sou uma privilegiada, Deus sempre me deu muito. Mas, sou mimada, e as pequenas pedras no caminho muitas vezes tornaram-se obstáculos intransponíveis. De todas as pessoas que amei, felizmente eu tenho todas. Aquelas que eu não posso abraçar corpo a corpo, as posso em minha mente. Eu deveria ser feliz por isso. Mas, os últimos tempos têm me feito chorar mais do que eu gostaria. Afinal, não devemos nos alegrar com a felicidade dos nossos? Se sozinhos, nunca estamos. Se mortais, todos somos. Se nada é para sempre. Acho que descobri que sou humana. E isso é difícil nos primeiros tempos. Porém, agora que minha parte está quase pronta e sinto minha missão a passos do fim, eu não devo olhar pra trás. Tudo o que eu tinha, tenho. Todos a que amava, amo. Está tudo igual... Eu é que estou diferente...

0 comentários :

Postar um comentário