About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

sábado, 23 de outubro de 2010

Sábado à noite


Baladinha, baladinha
Uma confusão de sons e luzes
Vejo meus amigos correndo atrás de um caminhão de cerveja
Eles são os mesmos que corriam atrás do caminhão de sorvetes
Tiro os fones do ouvido
E gasto a sola do meu all star
Ser jovem é isso
Sábado à noite
Nada pode ser mais irresistível e tentador
Dou um sorriso com aparelho rosa pink
Para o gatinho que acabou de me cercar
Havia um coração na calçada da sua casa
E um brilho diferente em seu olhar
Para, tio
Vai dizer que você não fica louco
Quando eu faço esse beicinho
Quando eu cubro o pirulito de cereja
E me imagina com roupa de colegial
Porque tenho cara de menininha de 16 anos
E você enlouquece quando eu faço esse beicinho...
Para, tio
Prefiro the cat
Porque o sábado à noite agora é só nosso
Da nossa música e das nossas risadas...

0 comentários :

Postar um comentário