About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Eu vou continuar sendo eu mesma esta noite...


Confio no meu taco, mas eu
Ainda sou insegura
Tenho meus momentos de desespero
E eu
Eu não sou uma super modelo
Eu ainda compro cachorro-quente de ambulante
E eu não acho que deva agradar

Quem disse que eu não posso usar meu
Vestido com meu Converse?
Quem disse que tenho que pesar 50 e poucos quilos
Porque a mídia mostrou?
Quem disse do que tenho que gostar
O que tenho que ser...?
Quem disse que eu não posso ser solteira?
E que eu preciso sair e “pegar”?
Essa não sou eu
Quero ser eu mesma, só eu, a Kelly

Me diz que você se sente como eu me sinto,
Porque nada mais é real
Nada mais é profundo
Ninguém mais é verdadeiro...

Eu continuarei sendo a mesma
Eu quero ser a menina simples que observa a natureza
A garota que ama cavalos, sim
Só ela, aquela
A menina que escreve poesias de madrugada
Que ainda não se encaixou nesse mundo...
Eu vou continuar sendo eu mesma esta noite...

6 comentários :

Daia disse...

Se puder, assista "Em busca da Terra do nunca", com Johnny Deep.

Kelly Phoenix disse...

Já assisti esse filme, é realmente muito bom (nem sou fã de Johnny Depp...hahaha). Só não entendi a associação com o filme..

Daia disse...

é com a leveza infântil que chegamos em nós mesmos, em qualquer idade, para viver o que a vida oferecer. acho que foi isso que extrai do filme e pensei em compartilhar..rs.

Kelly Phoenix disse...

Vou assistir mais uma vez ;D
Beijão, Dai!!

Daia disse...

Se for divertido pra vc tb, podemos dissertar depois. bjs

Kelly Phoenix disse...

Com certeza ;D

Postar um comentário