About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Simplicidade


Nunca entrou em seu quarto meio espiado, como se tivessem ninjas nas gavetas?

Já respondeu a chamada com a ajuda do cotovelo de um colega?

Já disse “sim, aham” sem saber do que se tratava? E depois, com o rumo da coisa, assustado, perguntou: “O quê?”.

Fez as falas de seres inanimados?

Chutou o tapete e ficou com pena dele?

Não parou de pensar naquela formiga que pisou sem querer?

Desenhou no vidro embaçado?

Jogou futebol com um osso na rua?

Desejou falar com fadas e gnomos?

Pisou descalço na terra, tomou banho de chuva, deixou pegadas na areia?

Comeu frango com a mão, pintou o rosto com guache, bateu foto com nariz clown?

Lambuzou os dedos de bolo, a boca de brigadeiro e o coração de simplicidade?

0 comentários :

Postar um comentário