About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Você nunca me amou


Você nunca me amou.
Quem ama, perdoa.
Quem ama, esquece.
O que você chamou de amor foi uma cegueira mútua
Que anuviou o meu coração e o seu.
Eu nunca tive a intenção de te machucar
Eu acreditei piamente que ficaria tudo bem
E, oh, Deus!, eu juro
Como eu sinto falta dos nossos dias!
Mas foi tudo ilusão
Tudo aconteceu apenas na minha cabeça
E no meu coração...
Desejo, de verdade, que você seja feliz
Que encontre alguém que saiba te amar
E desse momento em diante, não sem dor, eu te liberto
Liberto do passado e do futuro
Que afinal temos só o presente
E nunca o tivemos.

0 comentários :

Postar um comentário