About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

sábado, 11 de dezembro de 2010

Ação, reação, destino. Os nossos caminhos

Tudo no universo responde exatamente mediante o que damos importância ou não, e por esse motivo somos responsáveis por nosso próprio destino.
Escolhemos os nossos caminhos e de acordo com eles a vida nos responderá.
Quando algo precisa acontecer, está maduro o suficiente, ninguém conseguirá deter. Acontece apesar de nós, através de nós ou até sem nossa intervenção.
Cada um de nós tem um destino próprio, intransferível, para cumprir no mundo, determinado por forças superiores da vida. Ninguém pode evitar que ele se cumpra. Ninguém consegue manipular a vida, ela sempre é mais forte.
As coisas acontecem como devem acontecer. Não adianta tentarmos impor a nossa vontade porque, muitas vezes, o que nos está destinado não é o que queremos. Nem sempre aquilo que desejamos é o melhor para nós ou é o que merecemos. O que a vida não dá, não é adquirido por direito. Escolhemos o nosso destino, mas podemos modificá-lo à medida que vamos tomando consciência de nossas atitudes. Não precisamos sofrer. Revoltar-se é um desrespeito ao livre-arbítrio do próximo.
Você não está pagando por nada, nem entenda as suas atitudes como maldade. Você está apenas tentando equilibrar a balança da sua vida, para que os atos do passado e as conseqüências do presente gerem uma harmonia para o futuro. Ninguém age sozinho, e as vidas de todos estão entrelaçadas, pois é próprio do ser humano interagir com seus semelhantes. Sem a convivência com o próximo, as experiências cairiam no vazio, porque ninguém aprende dando e recebendo só de si para si.
Não entenda a lei de causa e efeito como um instrumento de vingança ou de castigo. A lei de causa e efeito vem para nos mostrar que podemos, através da experiência, aprender com nossos próprios erros. Vivenciamos a mesma história, atravessamos semelhantes processos de desenvolvimento e escolhemos o final. Trata-se de uma reação da vida às nossas próprias atitudes, com caráter pedagógico e elucidativo, uma arma para o nosso crescimento. Somos os únicos responsáveis por tudo aquilo que nos acontece, e não há nada na vida que fique sem resposta. Todos recebemos da vida aquilo que um dia lhe tiramos. O que nos acontece é conseqüência do desequilíbrio que nós mesmos causamos em nossas vidas. Não há nada para se perdoar. Todos nós temos algo de que nos arrepender. Mas, o arrependimento não deve vir com o peso da culpa, e sim com a leveza da compreensão e da reforma interior. Não somos culpados, somos responsáveis. A culpa enfraquece, a responsabilidade ensina.
A lei de ação e reação mostra que só pode ser assassinado quem é assassinável. Ou seja, alguém que já assassinou ou que atraiu tal fato para si, por culpa, remorso ou alguma outra razão. As pessoas só podem ser assaltadas se forem “assaltáveis”. Não podemos ser subtraídos se não subtraímos nada de ninguém. Cada um paga na exata medida em que deve, nem um ceitil a mais. Ninguém precisa errar, muito menos sofrer. Se você consegue compreender a razão de seus atos, não precisa padecer. Quanto a “pagar”, essa é uma compreensão errada das verdades divinas. Ninguém deve nada a ninguém, a não ser a si mesmo. QUEM FAZ, PARA SI FAZ. Tudo o que fazemos, seja de bom ou de ruim, fazemos para nós e por nós mesmos. Não é só porque você matou que vai precisar morrer. Vai morrer se quiser. Mas, se conseguir entender porque matou, libertando-se da culpa e se perdoando, não vai precisar ser assassinado por ninguém. Ao contrário, vai buscar caminhos mais úteis, salvando vidas, por exemplo, devolvendo ao mundo aquilo que ajudou a tomar. Só escolhe sofrer quem ainda não aprendeu que as transformações também podem operar-se pela via do amor.
Nenhuma experiência se perde na vida. Nada do que nos acontece é em vão. Contudo, há certas coisas que não precisam ser necessariamente do jeito mais difícil.  Se há consciência e propósito firme de reparação e crescimento, o caminho a ser escolhido pode ser o mais fácil. O resultado é o mesmo, embora o tempo possa variar. Às vezes, o caminho mais fácil é o mais longo, mas também pode ser que não seja. Tudo vai depender da forma como você vai atravessá-lo e compreender as experiências que vão surgir. A vida ensina e molda as pessoas na hora certa. O Universo é benfeitor e sempre caminha a favor de todos.    

0 comentários :

Postar um comentário