About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

sábado, 22 de janeiro de 2011

Você se lembra?


Lembra, nós passaríamos a noite acordados
Conversando até a luz da manhã
Assim costumavam ser
Nossas noites
Só você e eu.

Você se lembra
De tudo aquilo que parece tão distante
Mas que nunca saiu daqui?
Lembra de quando rimos muito
De quando choramos juntos
De quando você me contou um segredo que mais ninguém no mundo sabia?

Você se lembra?
Da fazenda onde íamos montar um asilo
Sua casinha amarela com barro vermelho na frente
Você se lembra que eu e você queríamos ter uma filha chamada Vitória?

Você se lembra das promessas?
Ia me ensinar a andar de jet sky
Montar a cavalo
Íamos a Veneza
Você se lembra que me disse que lá tinha cheiro de peixe?

Você se lembra das nossas conversas em grupo?
Dos planos do parque de diversões...
Você se lembra de ter mentido para mim?

Lembra, nós costumávamos rir e dizer
Ninguém jamais entraria no nosso caminho
E houve vezes
Em que você chorava
E eu estava sempre lá
Para abrigar a sua dor

Você duvida que eu te amo
Mas você se lembra?
Você já se perguntou por que eu te dei três desejos?

Lembra, nós estaríamos acordados a noite toda
Conversando até a luz da manhã, é
Do jeito que costumava ser
Aqueles dias simples
Só você e eu, bebê.

Você me pergunta a verdade
E construiu sua própria verdade
Mas a sua verdade é a mentira em você.
Sua verdade é a mentira em você.

A resposta, garoto
Mente em seu coração
Dá uma olhada dentro
A sua verdade é a mentira em você, sim.

0 comentários :

Postar um comentário