About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Jovens Idosos


Já se sentiu como se seu tempo não fosse este aqui?
Não ouvem mais boas músicas, você pensa, e não existe mais originalidade. Tudo é modinha, tudo é tendência. Num dia se ama, no outro, se vai embora. Num minuto se quer, no outro, perde o sentido.

Já sentiu como se não existisse mais som?
O que há de bom ficou no passado, graças a Deus que há o youtube para resgatá-los... Qualquer batucada é música, você conclui, qualquer guitarrista é roqueiro. Aquilo que chamam de música hoje em dia não agrada; é preciso ouvir cantores e bandas que nem existem mais ou são clássicos, para se sentir um pouco mais consolado. Credo! Qualquer boiola com carinha de boneca sai gravando, produzido como um produto para meninas sem cérebro.

Já parou pra pensar que ninguém mais fala sério?
Todo mundo da sua idade só quer festas, relacionamentos superficiais e você não entende como eles têm a falta de senso de chamar a isso de... aproveitar...
- E aí, cara, ficou no zero?
- Não saí para ficar com ninguém.
- Você vai ficar encalhado, heeem! Meu, aproveita! Só uns pegas, não dá nada. Aquela ali tá te dando mole, até que é gatinha. Gruda, se der bobeira, come. Não dá nada!
“Como ainda ando junto com esse cara?!”

Quem sabe você também já percebeu que é o único adulto da casa. Que a sociedade está perdida; que a juventude não pode mais salvar o mundo, porque resta pouco dela, de verdade, e está sendo desperdiçada com crianças coloridas e sem personalidade. Que para os governos, está cada vez mais fácil controlar o povo, afinal, ninguém quer nada com instrução e preferem ficar no Orkut que ler um livro. Quem faz faculdade, você lembra, é porque o pai paga ou porque acha que vai arrumar um empreguinho melhor. Se não tem nenhum talento, vai pra administração, mas tem de fazer faculdade, só para ter o diploma! É – você afirma – uma vez, era mais difícil estudar, mas também era mais seleto.

Quem sabe, você assista a filmes antigos, porque os atuais são umas porcarias publicitárias cheias de efeitos especiais que desconfia que até os atores sejam criados no computador. E quando vê o vídeo do Freddie Mercury no Rock in Rio de 85, não se perdoa por não estar nascido e crescido naquela época! E, ao pensar nas porcarias de hoje e encontrar uma careta jocosa na cara dos da sua faixa etária ao falar de Legião Urbana, RPM, Cazuza, Barão Vermelho, Queen, Nirvana e tantos outros, você fica se perguntando o que eles têm na cabeça pra preferir NxZero, Luan Santana e Justin Bieber. Isso sem falar na sua irmã mais nova, que escuta Restart e fica uma fera quando você a lembra a merda que eles são.

Escuta, e você reconhece que os bailes de antigamente eram muito melhores? Não só quanto ao DJ, mas em todo seu encanto. Sim, você diz, meus olhos brilham quando penso como deve ter sido legal viver no tempo da Beatlemania. Ou aqueles bailes dos anos 70, em que os garotos tinham de convidar as meninas. Não vejo a menor graça em sair trocando baba por aí. E medita em como a beleza física foi pouco a pouco sendo substituída por o que uma vez era talento, na televisão e na música.

Ah! E você teve infância, você me diz... Corria, brincava, inventava histórias com seus amigos! Hoje, as crianças só tem contatos, você pensa.

Às vezes, te dá uma tristeza tão grande que não sabe se ainda gostaria de viver? Porque parece que o mundo está certo... Você que tá no lugar errado...

0 comentários :

Postar um comentário