About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

O frio da alma


Dias em que, mesmo cercado de pessoas, barulho e vida, você se sente sozinho, desamparado, desesperado. Dias em que, mesmo tendo sua mão apertada, ninguém te conduz a lugar nenhum, ninguém vê você de verdade, as pessoas te sabem, mas não te conhecem. Dias em que você entende perfeitamente o personagem do Will Smith em “Eu sou a lenda”. Tudo está perdido, não vale a pena tentar, nem sentir nem se esforçar para entender. Passado e futuro se confundem, o presente não existe, nada existe, nada importa, não faz diferença, você é só mais um e não é mais um, nem para ser mais um você presta.
Dias em que, mesmo mergulhado em trevas, mesmo as trevas sendo apenas a ausência de luz, você não acredita na existência da luz. E segue fazendo as mesmas coisas, acreditando nas mesmas merdas, se escondendo nas mesmas fugas, como se não fosse com você. Dias em que...

0 comentários :

Postar um comentário