About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

sábado, 23 de junho de 2012

Você ainda vai ser muito feliz



Vai a Nova Iorque, ao Japão.
Vai pisar folhas secas no Central Park, com um sorriso de paz no rosto.
Vai escrever seu nome na neve e na areia de uma praia que sempre quis visitar.
Vai tirar fotos com uma expressão enigmática no rosto, pois fotografias não podem retratar a real felicidade.
Vai virar a noite em um cassino em Las Vegas.
Vai receber café na cama de alguém que te ama e que você ama muito.
Vai discernir entre o amor virtuoso e aquele egoísta, que prende o ser amado junto a si.
Vai entrar na concessionária e sair com o carro dos sonhos.
Vai ouvir “ma-mã” de um bebê com seus olhos.
Vai simplesmente sorrir, sem motivo algum, pela felicidade de ser quem é.
Vai ouvir aquilo que sempre quis ouvir, dizer aquilo que sempre quis dizer...
Vai observar Paris inteira por sobre a Torre Eiffel e lembrar de todas as vezes que temeu que isso nunca acontecesse.
Vai conhecer pessoas incríveis, rir com elas. Vai amar e se sentir feliz apenas pela nobreza de poder senti-lo, sem o egoísmo de querer o objeto de adoração consigo...
Vai segurar na mão de alguém que ama e se despedir com paz.
Vai olhar para o céu e agradecer intimamente por cada mau bocado que passou. Vai lembrar que cada um deles constituiu o que é, o que sente; que muitas de suas virtudes vieram de suas dores.
Vai olhar nos olhos de alguém que lhe magoou muito e perdoar essa pessoa.
Vai sentir-se perdoado por alguém que magoou.
Vai andar de pés descalços e sentir que cada pedra que pisou fortaleceu os seus pés.
Vai sentir o vento em seus cabelos e concluir que a liberdade não é ter nem estar, apenas ser.
E quando estiver velhinho e sem dentes, em uma pescaria, vai olhar para trás... Vai recordar de cada lágrima, de cada sorriso, de cada momento terno ou doloroso, de cada mágoa e de cada bem querer... E vai sorrir – sem dentes e com os olhos – ao ver que até a dor valeu a pena.

5 comentários :

Anônimo disse...

Incrível como algumas coisas surgem quando você se sente para baixo. Obrigado Kelly =)) Amo seu Blog.

Igor Carvalho disse...

Linda mensagem Kelly! Que todos vivam a vida enquanto têm essa oportunidade, porque se queixar depois significa que não aproveitaram.

Kelly Phoenix disse...

*-*

Bruna Araújo disse...

Adorei o blog, muito lindo, amei tudo. Parabéns mesmo, vou sempre estar aqui (:

ontendency.blogspot.com

Kelly Phoenix disse...

Obrigada, Bruna!! Vou dar uma passada pelo seu também! Agradeço sua presença e espero que estes textos possam te acrescentar de alguma forma! beijos

Postar um comentário