About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Sobre mulheres de verdade e meninos



Ultimamente tenho analisado de forma quase triste a facilidade que uma mulher tem para manipular um homem. Infelizmente, não é preciso nenhuma aula ou inteligência superior para fazer um homem comer na palma da mão feminina. Comecei analisando que conheço muitas mulheres que namoram, mas não amam seus namorados e maridos. Estando entre mulheres, a gente ouve desde elas chamarem os caras de trouxas, até contarem traições e falarem das investidas que recebem de terceiros. Muitas consideram o relacionamento como um negócio: se aparece uma proposta “melhor”, não hesitam em recomeçar. Aliás, percebo que o amor vem sendo tratado com esse ar de business em toda parte, mas isso já é assunto para um outro post.
Os homens, apesar de ainda carregarem tradicionalmente (a palavra que eu queria era outra, mas ela não me veio de jeito nenhum!) aquele senso selvagem e machista em muitos pontos, também se modernizaram em muitos outros e hoje em dia podem até fazer as unhas. Eu, particularmente, aprovo e penso positivamente sobre essas mudanças, porque acredito que ter cuidados que valorizam a estética também seja se cuidar e, porque, no meu caso, odeio homens peludos. Mas, a questão é que, apesar dessa metrossexualidade e cuidados gerais recém-conquistados, muitos ainda pensam que cozinhar, por exemplo, seja coisa de mulher. Sendo que os maiores cozinheiros do mundo são homens, assim como os maiores bruxos (e esoterismo também é considerado coisa de mulherzinha), sem contar nos inúmeros talentos masculinos com as crianças. E quando digo que as mulheres têm facilidade em manipular um homem, qualquer mulher que leia esse texto e que não leia vai concordar comigo...
Sou mulher, mas não defendo a raça. A mulher possui uma rivalidade instintiva e uma competitividade natural. A mulher possui intuição aguçada e sabe quando outra está a fim do cara que ela está, mesmo que o trouxa [sic!] não perceba. Infelizmente, as mulheres também são egoístas em muitas coisas, e uma delas é no sentido de relacionamentos. São mais passionais e quando se apaixonam, o fazem intensamente, acoplando ao afeto um sentimento de posse. Além de tudo, são muito mais sagazes, audaciosas e rápidas de raciocínio. Se você observar o comportamento das mães, verá que elas seguem orientando os filhos homens mesmo depois de adultos, porque a mulher é mais sábia, responde mais rapidamente a estímulos e essa diferença é perceptível desde que o homem é bebê. Ele amadurece depois e precisa de mais preparo pra vida. Dadas todas essas informações, não é preciso dizer muito para a defesa da manipulação feminina. O homem, por instinto, defende a mulher. Deseja protegê-la. Pela sua vulnerabilidade física, ele a enxerga – talvez inconscientemente – como frágil também em todo o mais e não acredita que ela o possa estar usando, ou servindo-se dele para seus próprios interesses. O homem acredita que manda em uma relação e está no controle da situação, e ela o deixa acreditar nisso, quando na verdade, está com o tolo nas mãos! Ele precisa acreditar nisso para que ela chegue aonde quer chegar.
Vejo muitos – e são muitos mesmo! – casos de relacionamentos assim. Além de manipulações em namoros, casamentos e até na conquista, também vejo mães que manipulam filhos, ex-esposas que manipulam ex-maridos, amigas que manipulam amigos. Não se trata, então, de uma questão exclusivamente sexual-afetiva. Homens que possuem natureza generosa e boa, na maioria das vezes, não percebem que estão comendo na mão das mulheres que traz na vida, e aqueles nem tão bons assim, geralmente são vaidosos e arrogantes e deixam-se render por beleza e sexo. Nesse caso, é a presunção que os faz sentirem-se bonzões e não ver que a mulher só está com ele por dinheiro ou outros interesses.
Esse texto é ilustrativo e, por isso, também gostaria de elencar o que considero uma mulher de verdade. Não afirmo que todas as mulheres são manipuladoras, competitivas e o mais listado acima, pois acredito antes de tudo que seres humanos não podem ser categorizados, portanto, aquela é apenas uma generalização elucidativa. Acredito na existência de mulheres “evoluídas” – elas não são melhores que as outras, e nem se consideram assim, mas possuem a confiança e a inteligência necessárias para atingir suas metas e sonhos sem passar por cima de ninguém. Lutam pelo que querem e acreditam, e almejam a própria felicidade, mas sabem que para isso não é imperativo passar por sobre a felicidade dos demais, pois só o que é verdadeiramente nosso permanece em nossas mãos. Não acho pretensão dizer que me incluo nessa categoria, que não ambiciono nada além do que considero meu de direito e que jamais atropelaria quem quer que seja para o alcance dos meus objetivos – coisa que não vejo em muitas mulheres, inclusive, em matéria de união afetiva.
Antes de tudo, essas mulheres que vou chamar de mulheres de verdade possuem pureza de coração, uma fé límpida e confiança transparente, em si mesmas, em Deus e na Vida. E, com tudo isso, creio também que poucos homens são capazes de dar essa definição – mulher de verdade – a uma mulher, e vou dizer os motivos. Em primeiro lugar, poucos podem. E os que o podem, precisam se valer de maturidade e experiência, coisas que só o tempo traz. Sair para a balada e ficar com meia dúzia de menininhas, me desculpe, não é experiência. Um homem não precisa ter namorado uma dezena de mulheres para saber qual(is) pode(m) ser considerada(s) mulher(es) de verdade, mas tem de, no mínimo, não estar apaixonado para emitir a percepção – sim! Não se trata de um julgamento.
Uma mulher de verdade é compreensiva e doce, mas sabe ser firme e decidida quando tem de ser. Uma mulher de verdade possui a segurança necessária para deixar alguém partir de sua vida quando percebe que essa, mesmo não sendo a dela, é a escolha daquela pessoa. Uma mulher de verdade vai primar pela VERDADE de qualquer situação, momento ou fato que se lhe acometer. Ela não vai esconder seus reais sentimentos, intenções e pensamentos acerca de uma pessoa ou situação, mas vai respeitar os demais envolvidos e vai saber a exata hora de bater em retirada. Ou seja, uma mulher de verdade não vai ser falsa – nem com amigos (a) nem namorados e muito menos com ela mesma. Uma mulher de verdade sabe a hora de chegar e de partir. Uma mulher de verdade não é Amélia, sem a menor vaidade, ela tem vaidade, sim! Ela só não faz disso seu norte para seus objetivos de vida. Uma mulher de verdade é amiga, amante, mãe, cada uma a seu momento, e sabe calar e sabe dizer. Uma mulher de verdade guarda segredos em seu coração, mais profundos que o oceano, e seus olhos possuem um brilho terno – não importa a idade que tenha. É o brilho de uma vida bem vivida, em que fez o bem, em que ela simplesmente sabe – apesar das derrotas – que fez todo o seu melhor. Uma mulher de verdade não possui, necessariamente, a bunda mais grande, o sexo mais gostoso ou o caminhar mais elegante, mas seus passos são calcados na suavidade de quem caiu muitas vezes e, mesmo machucada, em todas elas, precisou levantar. Uma mulher de verdade nem sempre tem flores no cabelo, perfume nas mãos e batom nos lábios, mas sua feição serena transmite a paz de quem soube cuidar de cada ferida do seu coração e, muitas vezes, dos corações dos outros. Uma mulher de verdade pode ter tido muitos ficantes, parceiros ou namorados, mas a pureza de seu coração fez de cada um deles não um título, mas uma experiência única. Uma mulher de verdade não precisa de um homem de verdade ao lado, até porque homens de verdade são raros, mas inevitavelmente ela o tem, mais cedo ou mais tarde, pois é ela que o transforma em um quando o cara percebe que precisa ser mais que qualquer um para poder mantê-la ao lado. E, acima de tudo, uma mulher de verdade conhece poucos meninos. Isso é um fato, porque, após conhecê-la, eles fatalmente se transformarão em homens.

4 comentários :

Chico de Sá disse...

Muitooo bom!!!! Encaixa certinho com que eu sempre digo, a mulher tem capacidades que nós homens nunca entenderemos,é um ser muito mais complexo. Infelizmente, elas usam essa "vantagem" mais para o mal que para o bem. Mas uma mulher de verdade sabe muito bem como se valer do seu potencial. Agora eu precis escrever sobre Homens de verdade e meninas (piriguetes)....hehehe

Kelly Phoenix disse...

Ótimo!!!!! To esperando o texto, viu?!

Anônimo disse...

Menina eu adorei esse site e o que tu escreve! Nossa, parece eu pensando e você digitando, (risos). Amei, amei, amei!!! Porém, ficou a dúvida. Existe homem de verdade com menininhas? Só se ele for um banana, né? (risos).. nãos sei, posta um texto sobre isso ;-)

Kelly Phoenix disse...

O tema é, no mínimo, provocativo... Mas, eu acho que existe, sim. Homens que ainda não descobriram a si mesmos, que precisam se esconder atrás da imagem de uma princesinha para representar alguma coisa. Ou que não querem assumir quem verdadeiramente são, seja no quesito idade, maturidade, ou ainda, outros. Obrigada pelo comentário e pela ideia, vou anotar na lista de futuros posts (ah, como queria ter mais tempo...). Haha, Boas Festas!

Postar um comentário