About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

sábado, 28 de abril de 2012



Vamos à locadora. Mas, vamos sem guarda-chuva, molhando nossos corpos e nossas almas pelas calçadas. Quando chegamos em casa, vamos juntos para o chuveiro, depois fazemos pipocas e vamos ver o filme. Fazemos amor e depois dormimos abraçadinhos. Era só isso o que eu queria hoje. Mais nada.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Os pontos ligam você ao futuro - Sobre destino


Algumas coisas parecem insignificantes na vida da gente. Os dias passam loucamente, os fatos vão e vêm e as coisas parecem se perder no tempo. Será?
O psicanalista suíço Carl Gustav Jung estudou um fenômeno interessante chamado sincronicidade. Trata-se, em palavras simples, de coincidências significativas. Quantas vezes você se fez uma pergunta mentalmente e começou a tocar uma música cuja letra lhe parecia responder? Quantas vezes você pensou em alguém que não via há um tempo e em seguida encontrou essa pessoa? Coincidência... Hum... Acho que não...
Alguns anos atrás participei de um processo seletivo para trabalhar no marketing de uma empresa. Fiz um teste de alguns dias e fui dispensada, porque a coordenação imediata era um tanto exigente e eu sempre fui meio desligada. Minha tia conseguiu emprego nessa firma pouco tempo depois e soube que eu havia feito teste lá. Disse-me: “Acho que você não se daria bem naquela vaga, tem muita personalidade. Eles pegaram uma menina bem songa monga.” Eu dei risada, não liguei e realmente pensei que ela estava apenas tentando me animar. Tempos depois (o mundo dá voltas...), volto a ser chamada na empresa, dessa vez, para realização de um estágio na mesma área. Não tenho nada a perder, aceito. E... conheço a garota que contrataram no tal processo seletivo, constatando... que minha tia tinha razão. Veja bem, com essa história não estou dizendo que não sou songa monga e a guria era. O que quero mostrar é que alguém de quem ouvi falar e não liguei importância, depois entrou na minha vida. E isso aconteceu outras vezes também, de maneira muito mais significativa.
Por vezes, ignoramos algo que alguém nos conta, por vezes não queremos fazer determinada viagem, ir a certa festa, mas depois a gente entende o porquê de ter feito. É como se algumas vezes fôssemos levados a fazer coisas sobre as quais não sabemos exatamente o porquê de as estar fazendo, mas alguma coisa nos leva a fazê-las. São como verdades internas muito grandes que não podemos ignorar. Podemos chamar de acaso ou coincidência, mas prefiro acreditar em confiança em Deus. E isso me leva a refletir também sobre destino...

des.ti.no s.m. 1. Poder supremo que supostamente predetermina o curso dos acontecimentos. 2. Aplicação, finalidade, prefixada ou reservada a alguma coisa. 3. Ponto final, meta a que alguém ou algo se dirige ou é enviado. 4. Sina; fatalidade; sorte; fado.

É difícil acreditar em destino. No sentido de uma coisa certa, fatal e imutável. Mas, podemos ver as coisas sob outro ângulo: imagine que você decidiu viajar para São Paulo. Você definiu o lugar aonde quer chegar, o seu destino. O que você precisa fazer a partir disso é decidir como pretende ir: de carro, de ônibus ou de avião? Em cada escolha, você abrirá mão de algumas coisas que a outra escolha poderia te oferecer. Em cada escolha o tempo que você levará para chegar, as situações pelas quais passará e até as pessoas que irá encontrar serão diferentes. Mas, seu destino continuará sendo São Paulo. Nesse caso, será que temos realmente toda a liberdade que nossa prepotência faz pensar que temos, de decidir sobre os eventos de nossa vida, ou isso é apenas uma ilusão humana para fingirmos a nós mesmos que o que reina é o caos? Quem já viu os filmes Dèjavù e Efeito Borboleta sabe do que estou falando. Se temos tanto autocontrole e poder de escolha, por que não podemos decidir por quem nos apaixonar, as pessoas que entrarão em nossa vida, quem nos marcará para sempre e quais sequer serão lembradas?
Uma amiga mais velha me revelou que teve um sonho muito significativo com seu primeiro namorado quando ainda estavam juntos. No sonho, ele passava por ela com uma outra garota, a olhava insistentemente, mas não ia ter com ela. Dois dias depois, ele a procurou, disse que um antigo lancezinho tinha engravidado e ele resolvera por assumir a criança, mas que gostava era dela. Isso aconteceu há 20 anos atrás, quando esse tipo de caso era mais delicado e as escolhas mais restritas.
Recentemente uma amiga teve o namoro interrompido sem que o namorado lhe desse uma justificativa plausível. Ela recebeu assistência mediúnica, em que a médium lhe disse que o rapaz estava com uma “macumba na cabeça”. Uma garota de seu passado, que ainda gostava dele, fizera o tal trabalho e o renovava de tempos em tempos, para que ele estivesse sempre confuso e não firmasse com ninguém. O plano dela é o de que, um dia, no futuro, ela volte para a vida dele e “o salve”. A médium lhe descreveu a garota, disse como se conheceram; de onde ela era, onde estava e que atualmente namorava outro, mantendo a “amizade” com o garoto dela. Dois dias depois, uma garota com as mesmas características, amiga em comum de seu ex-namorado a adicionou sem nenhuma razão em uma rede social. Quando ela perguntou à garota porque a havia adicionado, já que não se conheciam, esta disse que a rede social devia estar com pane, pois ela não havia adicionado ninguém. Cara de pau? Não. Coincidência.
E o que dizer daquelas certezas que sentimos no fundo da alma? “Eu sei que ele está pensando em mim agora”, “Eu sinto que vai dar certo”, “Eu já sabia que era pra mim”, “algo me disse que ia acontecer uma desgraça”... Nossa alma sabe. Nosso inconsciente percebe coisas muito antes que nos apercebamos delas conscientemente. Não somos só matéria e as ligações mais fortes vão muito além desta. É isso que muitas vezes nos dá aquelas estranhas certezas, aquela inexplicável confiança para fazer algo mesmo sem saber bem por quê. Algo mais poderoso na vida sabe. Seja Deus, o Cosmos, destino ou o que for. Steve Jobs disse:

Você precisa crer que de alguma forma os pontos ligam você ao futuro. Você precisa confiar em algo, seja Deus, destino, a vida ou karma, não importa, pois acreditar que os pontos se ligarão estrada afora te dará a confiança para seguir seu coração mesmo que ele te leve longe do caminho esperado e isso fará toda a diferença.

Por outro lado, também não acredito que as coisas foram apenas como tinham de ser. Acho que sempre poderiam ser diferentes – os caminhos são inúmeros, você pode pegar o mais longo, o mais fácil, o mais tortuoso, um atalho. Entretanto, quem garante que os resultados não seriam exatamente os mesmos lá na frente? Os fatos vêm para que tiremos uma lição deles. O problema é que por vezes nos apegamos e não os deixamos ir, ficando presos muito tempo em algo que não muda. E não muda porque não é o tempo certo. Claro que há um momento certo! Experimente tirar do pé algumas frutas verdes para ver se não vão pegar na sua boca. Quando a fruta está madura, todavia, o sabor é bom e a digestão suave. Frutas machucadas também amadurecem mais rápido, mas isso não quer dizer fora do tempo. Forçar algo que não tem que acontecer (pelo menos agora) não vai fazer com que aconteça. Tudo está no seu lugar, há uma estranha certeza que nos leva a seguir em frente sempre. Mesmo que o chão se abra e o mundo desabe. É como se a gente já soubesse...
A vida tem seus mistérios, mas há coisas que são certas. Quem planta, colhe; toda ação tem reação; tudo é semente. Nessa exato momento, estamos jogando pensamentos e desejos no universo que nos retornarão em forma de fatos, pessoas, situações. Em algum nível, tudo faz sentido e aquela famosa e velha frase “O que tiver de ser, será” tem sua razão de ser... E nada disso implica em não escolhermos. Estamos constantemente no controle de nossas vidas, mesmo daquelas coisas que aparentemente não temos controle algum. Mas, forçar a barra ou o destino não vai fazer as coisas serem como queiramos. Será que a garota que faz magia pro cara vai ficar com ele no final? Ilusão dela pensar que é mais poderosa que a vida! Pode ser acaso, coincidência, sincronicidade, destino ou nada disso. Não sei. O que sei é que se observarmos atentamente, nada nessa vida fica sem resposta. Mais dia, menos dia os pontos sempre se ligam, em um quebra-cabeças fantástico que nos faz ficar ainda mais fascinados em viver. E será isso coincidência? Pode ser. Ou não...

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Você se acostuma



Com um sorriso lindo que te encanta. E sem ele.
Com um olhar capaz de falar mais do que 1000 palavras. E sem ele.
Com o roçar carinhoso dos dedos e as palavras doces. E sem eles.
Com o boa noite toda noite e o bom dia todas as manhãs. E sem eles.
Com o abraço mais gostoso do mundo. E sem ele.
Poucas coisas são tão certas na vida. Você se acostuma.

quarta-feira, 25 de abril de 2012


A vida é um eterno PODE SER.

terça-feira, 24 de abril de 2012

O poder da validação



Stephen Kanitz
Revista Veja, edição 1705, ano 34, nº24, 20 de junho de 2007, p.22.

Todo mundo é inseguro, sem exceção. Os super-confiantes simplesmente disfarçam melhor. Não escapam pais, professores, chefes nem colegas de trabalho.
Afinal, ninguém é de ferro. Paulo Autran treme nas bases nos primeiros minutos de cada apresentação, mesmo que a peça já tenha sido encenada 500 vezes. Só depois da primeira risada, da primeira reação do público, é que o ator se relaxa e parte tranquilo para o resto do espetáculo. Eu, para ser absolutamente sincero, fico inseguro a cada novo artigo que escrevo, e corro desesperado para ver os primeiros e-mails que chegam.
Insegurança é o problema humano número 1. O mundo seria muito menos neurótico, louco e agitado se fôssemos todos um pouco menos inseguros. Trabalharíamos menos, curtiríamos mais a vida, levaríamos a vida mais na esportiva. Mas como reduzir esta insegurança?
Alguns acreditam que estudando mais, ganhando mais, trabalhando mais resolveriam o problema. Ledo engano, por uma simples razão: segurança não depende da gente, depende dos outros. Está totalmente fora do nosso controle. Por isso segurança nunca é conquistada definitivamente, ela é sempre temporária, efêmera.
Segurança depende de um processo chamado de “validação”, embora para os estatísticos o significado seja outro. Validação estatística significa certificar-se de que um dado ou informação é verdadeiro, mas eu uso esse termo para seres humanos. Validar alguém seria confirmar que essa pessoa existe, que ela é real, verdadeira, que ela tem valor.
Todos nós precisamos ser validados pelos outros, constantemente. Alguém tem de dizer que você é bonito ou bonita, por mais bonito ou bonita que você seja. O autoconhecimento, tão decantado por filósofos, não resolve o problema. Ninguém pode autovalidar-se, por definição.
Você sempre será um ninguém, a não ser que outros o validem como alguém. Validar o outro significa confirmá-lo, como dizer: “Você tem significado para mim”. Validar é o que um namorado ou namorada faz quando lhe diz: “Gosto de você pelo que você é”. Quem cunhou a frase “Por trás de um grande homem existe uma grande mulher” (e vice-versa) provavelmente estava pensando nesse poder de validação que só uma companheira amorosa e presente no dia-a-dia poderá dar.
Um simples olhar, um sorriso, um singelo elogio são suficientes para você validar todo mundo. Estamos tão preocupados com a nossa própria insegurança, que não temos tempo para sair validando os outros. Estamos tão preocupados em mostrar que somos o “máximo”, que esquecemos de dizer aos nossos amigos, filhos e cônjuges que o “máximo” são eles. Puxamos o saco de quem não gostamos, esquecemos de validar aqueles que admiramos.
Por falta de validação, criamos um mundo consumista, onde se valoriza o ter e não o ser. Por falta de validação, criamos um mundo onde todos querem mostrar-se, ou dominar os outros em busca de poder.
Validação permite que pessoas sejam aceitas pelo que realmente são, e não pelo que gostaríamos que fossem. Mas, justamente graças à validação, elas começarão a acreditar em si mesmas e crescerão para ser o que queremos.
Se quisermos tornar o mundo menos inseguro e melhor, precisaremos treinar e exercitar uma nova competência: validar alguém todo dia. Um elogio certo, um sorriso, os parabéns na hora certa, uma salva de palmas, um beijo, um dedão para cima, um “valeu, cara, valeu”.
Você já validou alguém hoje? Então comece já, por mais inseguro que você esteja.

SEÇÃO EXCEPCIONALMENTE

Na seção “Excepcionalmente” apresento textos de outra autoria, mas que calam fundo em meus valores.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Apego



Por que as pessoas se agarram às coisas e lutam para obter a recompensa seguinte?

Porque têm medo da perda. Parece incrivelmente difícil desagarrar-se do pequeno pedaço delas no mundo. MAS, SE VOCÊ É PARTE DE TUDO, O QUE HÁ PARA PERDER? 

domingo, 22 de abril de 2012

30 toques para iluminar o seu dia



1-      Quem pode temer a escuridão, se tem a luz dentro de si?
2-      Não tenha medo das consequências, pois elas só podem ser boas. Tudo é bom, só temos que perceber isso.
3-      A escuridão nunca mais deve ter o poder de amedrontar você, porque onde você estiver terá a própria luz para iluminar o seu caminho.
4-      A luz atrai as coisas e as pessoas iluminadas ou que sustentam “as suas luzes acesas”.
5-      O que você não puder fazer, Deus faz. Faça o seu, Deus faz o Dele.
6-      Cada um só busca a si mesmo, pois só encontra o que se é.
7-      Quando é hora vem, como acontece com os dentes, com a barba. Chega a hora, vem. A gente não precisa se preocupar. A evolução faz aparecer no momento certo.
8-      Não queira o que não está na sua vida. Não está? É porque não é para estar.
9-      A vida lhe traz um dia o que é seu.
10-  Lembre-se de que o que você tem hoje foi o desejo de ontem. Hoje é, portanto, o momento de satisfazer e curtir esses desejos. Amanhã é o deus-dará.
11-  Quando chega a hora, vem. Tudo chega na hora certa. Não se inquiete por algo que não está na hora. Não force você.
12-  A gente é um espaço onde a vida acontece.
13-  Quando a desgraça bate à porta é porque ela já tentou mostrar, através da inteligência, que você precisava ter uma atitude diferente.
14-  Se o valor que você pensa que é nobre e que está respeitando não lhe trouxer alegria no peito é porque não passa de um valor falso.
15-  A gente muda todo dia. Mas a gente é a verdade daquele momento.
16-  Ninguém é nada. Todo mundo é um acontecimento novo a cada instante.
17-  Pessoa é experiência com consciência de si, não é uma coisa fechada, não é uma personalidade. O resto é estado: tudo está se transformando. NADA É SEGURO.
18-  Abra esse peito e vibre luz, com confiança nos desígnios de Deus, com confiança que a vida protege a todos, mas tem que deixar todos viverem as suas experiências.
19-  A faca não é assassina, é só um instrumento. Depende de como você a usa.
20-  Confie! A noite sombria é apenas aparência; além das pesadas nuvens fulgem as estrelas. Assim a dor, em nossa vida.
21-  A vida é o que dela fazemos, na vitalização do destino.
22-  Ontem? Isso já faz tanto tempo...! Amanhã? Quem sabe? A única certeza que temos é o agora. Carpe Diem!
23-  A flor mais exuberante brota no inverno emocional mais rigoroso.
24-  Não importa o quanto algumas pessoas o decepcionaram, você as ama, não pode apagá-las da sua vida. Se você apagá-las do seu consciente, não apagará do seu inconsciente.
25-  Tudo em que você crê o controla.
26-  Os fracos condenam, mas os fortes perdoam.
27-  O orgulho é a força dos fracos e a humildade, a dos fortes.
28-  A todos, o fruto de si mesmos.
29-  Um remendado não poderá condenar um andrajoso.
30-  Nas noites mais escuras a esperança é um raio mais forte.



quarta-feira, 4 de abril de 2012

Essas coisas que não existem


Vivo sonhando com essas coisas que não existem.
Pais amorosos e dedicados, fraternidade mundial, solidariedade.
Essas coisas que não existem.
Paz entre nações, respeito ao seu momento, amor ao próximo.
Essas coisas que não existem.
Comer três ovos de Páscoa e não engordar; ser feliz apenas pelo que se é; ser valorizado e se sentir querido.
Essas coisas que não existem.
Ouvir a verdade, somente a verdade. Dar um abraço de urso e perdoar uma mágoa, amar e ser amado...
Essas coisas que não existem
Mesmo assim eu continuo acreditando nessas coisas que não existem. Acreditar não dói, não é mesmo?

terça-feira, 3 de abril de 2012

Procura-se


Procura-se alguém que dê um abraço do tamanho do mundo
Procura-se alguém que saiba compreender, perdoar e gostar
Procura-se alguém que sorria sempre que lembrar de mim
Procura-se alguém que lembre de mim ao acordar.

Procura-se alguém que valorize o meu caráter antes do meu sexo
Procura-se alguém que valorize o meu carinho antes da minha insegurança
Procura-se alguém que faça perguntas e tenha interesse em ouvir as respostas
Procura-se alguém que busque o meu sorriso em uma criança.

Procura-se alguém que queira mais que beijo, abraço e afeto
Procura-se alguém que tenha interesse em aprender a amar
Procura-se alguém que não se importe com todo o resto
Procura-se alguém que saiba me cativar.

Preenchendo os requisitos acima, favor enviar seu coração para juntinho do meu.