About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Não espere até amanhã



Não espere até amanhã para dizer que ama.
Nem para usar aquele vestido que gosta tanto, e só usa em “grandes eventos”.
Pare de guardar aquela louça de porcelana tão bonita, não espere até amanhã para fazer aquele prato preferido a quem você gosta.
Não espere para viajar. Para realizar aquele velho sonho que você adia tanto.
Não espere até amanhã para lembrar de alguém. Para comer a sobremesa, para dar aquele abraço.
Sim, a gente sabe. Mas, continua esperando até amanhã. Parece que sempre haverá mais desses amanhãs promissores. Aos montes. Só que não.
Não espere até amanhã para viver a vida. De repente, essa seja a sua última chance.

5 comentários :

Anônimo disse...

Queria ter forças para ser tão livre.
Cadê Kelly? Estou sofrendo por um amor platonico T.T

Kelly Phoenix disse...

Oi. Quem?

Anônimo disse...

Ah! Doce escritora, como dói sofrer por causa disso; no início é uma coisa boa, mas no fim é apenas mais uma flecha do cupido envenenada.

Anônimo disse...

O que devo fazer, Kelly?

Kelly Phoenix disse...

Não faça nada. As coisas acontecem sozinhas.

Postar um comentário