About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Qual o sentido? NÓS SOMOS O CÂNCER DO PLANETA



Qual o sentido em manter sua TV de 70 polegadas, que consome toneladas de energia mesmo quando desligada, se o que importa é o que transmite?
Qual o sentido de chutar o morador de rua com seus tênis fabricados na China e qual o sentido de trabalhar dia após dia para sustentar um sistema que não é natural? Qual o sentido?
Qual o sentido de mais estacionamentos, mais prédios, mais desmatamento, mais espécies em extinção? Por que precisamos de mais edificações? E por que fabricar mais carros, já não temos em número suficiente? E por que tê-los? Qual o sentido de enriquecer um sujeito só, quando podemos investir em transportes alternativos e enriquecer o planeta?
Qual o sentido de divertir-se com a caça do seu gato doméstico? Tordos, mariquitas, ararinhas azuis e águias brasileiras estão se acabando. Qual o sentido de a conta de água ser tão barata, se o que dói mesmo é sempre no bolso?
Qual, qual o sentido?
Qual o sentido de ter um bebê? São milhares a mais, por dia, no planeta. Milhares de toneladas de fraldas “descartáveis” que não se biodegradam. Oh, o seu egoísmo é tão bonitinho...
Qual o sentido de tanto consumo, tanta comida e tanto lixo? Qual o sentido de tanta ganância? O luxo é lixo também.
Qual o sentido de estar aqui, apontando isso?

Bem-vindos à classe média! [...] E agora vocês também fazem parte da classe média, e eu queria lhes dar as boas-vindas, porque é realmente uma beleza, a classe média americana. É o esteio das economias de todo o planeta! E agora que vocês conseguiram esses empregos nesta fábrica de coletes à prova de balas, vocês vão poder ajudar a transformar em deserto cada palmo de habitát nativo da Ásia, da África e da América do Sul! Vocês também vão poder comprar TVs de plasma de setenta polegadas que consomem uma quantidade absurda de energia, mesmo quando não estão ligadas! Mas tudo bem, porque foi por isso que pusemos vocês para fora das suas casas, para poder derrubar tudo e arrancar todo o minério das suas montanhas ancestrais e alimentar os geradores a carvão que são a principal causa do aquecimento global e de outros fenômenos esplêndidos como a chuva ácida. Vivemos num mundo perfeito, não é? E o sistema é perfeito, porque enquanto vocês tiverem as suas TVs de plasma de setenta polegadas, e eletricidade para elas funcionarem, não precisam pensar sobre as consequências trágicas disso tudo. Podem ficar assistindo a Survivor: Indonésia até a Indonésia sumir do mapa! [...]
Só mais algumas observações sobre este mundo perfeito. Queria falar desses imensos carros novos que fazem menos de quatro quilômetros por litro e que agora vocês vão poder comprar e dirigir para todo lado, agora que entraram para a mesma classe média da qual eu faço parte. E o nosso país precisa de tantos coletes à prova de balas justamente porque algumas pessoas em certas partes do mundo não querem os americanos roubando todo o petróleo deles para abastecer os nossos veículos. Assim, quanto mais vocês andarem de carro, mais seguros ficam os seus empregos nesta fábrica de coletes à prova de balas! Não é um arranjo perfeito?[...]
Só mais uma coisinha! Quero dar-lhes as boas-vindas a esta empresa, uma das mais corruptas e inescrupulosas do mundo inteiro! Estão ouvindo? A LBI está cagando para os seus filhos e suas filhas que estão derramando sangue no Iraque, contanto que continuem recebendo seus lucros de mil por cento! [...] Também faz parte do mundo perfeito de classe média em que vocês estão entrando! Agora que vão trabalhar para a LBI, podem finalmente ganhar dinheiro para não deixar seus filhos entrar para o exército e morrer nos caminhões enguiçados da LBI, com esses coletes vagabundos no corpo! [...]
E ENQUANTO ISSO, ESTAMOS PONDO MAIS TREZE MILHÕES DE PESSOAS NO MUNDO A CADA MÊS! TREZE MILHÕES DE SERES HUMANOS PARA MATAR UNS AOS OUTROS NA DISPUTA PELOS RECURSOS NATURAIS! E, ENQUANTO ISSO, EXTINGUIR TODOS OS OUTROS SERES VIVOS DO PLANETA! A PORRA DO MUNDO É MESMO PERFEITA, SE VOCÊS NÃO ESTIVEREM PENSANDO NAS OUTRAS ESPÉCIES QUE VIVEM NELE! NÓS SOMOS O CÂNCER DO PLANETA! O CÂNCER DO PLANETA!*

Faz sentido, é o que o leitor pensa. E desliga seu monitor de 30 polegadas, seguindo em frente sozinho no carro.
Qual o sentido?

*Discurso de Walter Berglund em Liberdade, de Jonathan Franzen (p. 523 e 524).

0 comentários :

Postar um comentário