About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

À Vontade


É assim que me sinto quando visualizo o meu cantinho. Chegar a casa e me libertar das sapatilhas, dançando no piso fresquinho como Nureiev... Baixar a agulha da vitrola e curtir um som baixinho... Ou deixar o silêncio preencher os cômodos enquanto relaxo apreciando meia taça de vinho tinto. Pijamas e meias, roupão e toalha na cabeça, avental e cozinhas vegetarianas.... À vontade com a bagunça das araras, para falar com a samambaia e misturar a biografia de Chanel aos apelos hobbesianos do Leviatã. Estante colmeia cuspindo clássicos de capas coloridas, penteadeira provençal, minha maravilhosa cama queen size com capitonê e um quarto inteiro como closet... Afinal, o apêzinho tem dois quartos e irei dormir espalhafatosamente em apenas um deles... Home Office bem espaçoso, um cantinho para costura e um lugar especial para leitura. Seria bom ter um ateliê, mas quem precisa de um também tem criatividade para transformar qualquer ambiente em arte!
Há mais vida ali que metros quadrados. Mais livros que tempo para lê-los! E mais gostosura que festa de criança... O cheiro das flores no aparador parece delatar que sua moradora é uma romântica insuperável. O perfume no ar parece memorar que anda apaixonada... Apaixonada por quem? Pela vida. Agora, ela pode sorrir e dizer que já encontrou o seu lugar. Refugiar-se com um almofadão no tapete felpudo e assistir um filme ou, simplesmente, olhar para o teto. No janelão, uma luneta aponta pra lua, aquele lugar que passa tanto tempo... É que depois de girar com o dedo o globo decorativo, é sempre bom saber que existe um lugar só da gente. Mesmo que ele não esteja no mapa.

0 comentários :

Postar um comentário