About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

sábado, 27 de dezembro de 2014

Um lugar de passagem...


Esse parece um daqueles lugares que a gente passa rapidamente e vê da janela de um ônibus de viagem, numa cidade estranha, um bairro desconhecido – um lugar de passagem, onde se tem a vontade de descer ali, mas não a oportunidade.
Só de olhar pelo vidro você percebe a paz e, se tem alguma pessoa nele, você a inveja e admira em segredo, sem nunca saber o que estará pensando em seu silêncio reflexivo.
Esse parece um daqueles lugares para onde se quer voltar quando dele se precisa sair.

Um lugar para se instalar e ficar e onde as horas se abandonam...

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Paciência, Tempo e Dinheiro


Parece utopia, mas é tão simples. Todo e qualquer sonho que se tem pode ser conquistado com essa fórmula: paciência, tempo e dinheiro. Exatamente nessa ordem.
Esse discurso, evidentemente, é para os sonhos materiais, aqueles tangíveis. E não é para milionários. Aqueles que podem colocar tempo e dinheiro na frente da paciência, às vezes, podem realizar todo e qualquer sonho, mas podem também passar pela vida sem aprender essa preciosa lição.
Esse discurso é, então, para quem acredita em alguma coisa, mas por horas a acha muito distante. Os sonhos são assim mesmo quando ainda incubados. Mais desejos que sonhos, eles têm aquele magnetismo do que precisa ser para ontem. Pressa. Parece que só vai ser bom se for agora. Se ignora todo o plantio, a adubagem. Só a colheita é reconhecida. Bobagem... Tudo vem na hora certa!
Paciência, Tempo e Dinheiro. Então, existe um segredo. Paciência, aliás, é importante sempre. Pois, nem sempre só o dinheiro basta.
Tempo é importante também. Ele amadurece, faz crescer. Ele faz o fruto ficar doce, polpudo, na medida. Tudo o que se colhe antes do tempo tem um sabor diferente do que teria, caso colhido no momento apropriado.
E o dinheiro... Ah, o dinheiro! O dinheiro é uma parte essencial nos sonhos tangíveis. Mas, não, a mais essencial. Ele é a última parte. Ele é aquilo que se pode conseguir com paciência e tempo – mas o contrário não sucede.
Com paciência, tempo e dinheiro o desejo pode virar sonho. E, se for só mais um capricho, fica perdido nas dobras temporais.
Com paciência, tempo e dinheiro os sonhos podem virar realidade. E quanto mais paciência e mais tempo, mais gostosa essa realidade vai ser. Por isso, friso: tudo tem uma hora certa para acontecer. Não adianta colocar a carruagem na frente dos bois: não vai andar. Não adianta apressar, tirar da panela cru: vai desandar.

Tudo tem um tempo certo. E é com paciência que saberemos reconhecê-lo, independente da condição temporal e do dinheiro que isso exija. Tudo é possível, é só você acreditar. 

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Outras ruas. Outras esquinas.




Quem nunca teve vontade de acordar em outro quarto? De escancarar a janela e ver nova paisagem? Abrir a porta da casa e dar de cara com outra cidade, outras pessoas, outras flores?

Outras ruas. Outras esquinas.