About my Blog

Reflexões, citações, crônicas e extrações sobre filosofia, literatura, espiritualidade, emoções, percepções e sentimentos, e um plus para tudo o que vier na mente.

sábado, 24 de janeiro de 2015

Mudanças


Tenho me perguntado se as mudanças começam de dentro para fora, ou de fora pra dentro. Me parece, cada vez mais, que para se exteriorizar, algo já deve ter se firmado em nosso interior – ou, ao menos, já ter dado mostras de que iria se apresentar. Mudanças são graduais, se anunciam. Mas, nós temos o péssimo hábito de ignorar os sinais, fechar os olhos. Ou, mesmo, brigar com a mudança, resistindo, desejando permanecer em uma zona de conforto, um ciclo que já terminou. Boa parte do sofrimento, aliás, vem da resistência ao novo, do apego ao conhecido. Da falta de coragem para enfrentar o que vem sem carregar um ar injustiçado e vitimista.
Percebo que as mudanças bruscas, drásticas, só vêm quando o recado já se esforçou por se anunciar de outras maneiras. E que sempre somos fortes o bastante, pois por mais que o problema seja o mesmo que já passamos, nós já não somos os mesmos. Cada experiência, por ínfima que seja, alargou as formas de ação e reação.

Em 2015, desejo mudanças. Mudanças que me propiciem crescimento, me testem, me tragam ao meu melhor. E eu já sinto sua aproximação. Por dentro, elas já estão até solidificadas. Vamos ver com que espírito serão recebidas aqui fora.

0 comentários :

Postar um comentário